Alinhador Invisível - Itapevi

Alinhador Transparente Nacional ou Importado? Qual é mais vantajoso?

Devo contratar o alinhador transparente nacional ou internacional? Será que o material é de menor qualidade ou ambos são iguais? Muitas pessoas ficam em dúvida quando decidem por esse método.

No entanto, será mesmo que o alinhador define a eficácia ou a ineficácia? O conteúdo deste artigo mostrará como fazer a escolha certa. Confira!

Alinhador transparente nacional ou importado? Saiba qual escolher!

Antes de escolher entre um e outro, muitas pessoas ficam na dúvida sobre a qualidade do aparelho. Principalmente do alinhador transparente nacional que tem um custo menor.


Dicas na hora de escolher o seu alinhador invisível

Na hora de escolher entre o alinhador invisível nacional ou importado temos que apostar no planejamento pessoal primeiro. Quando tratamos de opções diversas, temos que criar prioridades.

Objetivo

Defina primeiro o seu objetivo ao buscar esse tratamento. Algumas pessoas priorizam a estética, outras, optam pela questão da saúde. Um exemplo disso é a mordida cruzada ou dentes encavalados. No caso da estética, o aparelho pode moldar a arcada para tornar o sorriso mais apresentável. O resultado baseado no objetivo é diferente.

Inclusive, muitas pessoas buscam o alinhador transparente nacional para pequenos ajustes. Às vezes, o cliente já tratou com aparelho fixo no passado. Agora ele quer trabalhar a estética. Por outro lado, há casos em que os dentes estão tortos, mas com poucas correções alinha a arcada. Então, o alinhador invisível nacional pode ser eficiente para esses casos.

Orçamento

É muito importante considerar o próprio orçamento. O alinhador transparente nacional costuma ser mais barato. Isso porque não há custo de frete para receber as placas. Além disso, envolve o tipo de material, tempo de experiência da empresa, ferramentas de impressão etc.

Com base nisso, vale a pena calcular o seu orçamento. Por exemplo, caso queira um alinhador internacional, tenha em mente que pechinchar o preço não dará em nada.

O melhor a fazer é juntar esse recurso, planejar as finanças e contratar dentro das possibilidades. No entanto, as clínicas que atuam com marcas internacionais costumam facilitar o pagamento. Então, permite que o cliente faça parcelamentos.

Dar o passo maior que a perna nem sempre é a melhor escolha. O cliente precisa estar ciente que não basta considerar apenas o custo do aparelho.

Em outras palavras, temos o preço da documentação, manutenção etc. Mesmo que a troca das placas seja em casa, a cada 14 dias, o ortodontista recomenda avaliação presencial a cada 2 meses aproximadamente. Ainda que esse método permita acompanhar à distância, não substitui uma consulta. Nesse momento, o especialista consegue verificar os avanços do tratamento.

Ter bom senso na hora de tomar a decisão é fundamental para evitar imprevistos inesperados. Pois, mesmo que o tratamento seja rápido e eficiente, por algum descuido, surge uma cárie ou uma gengivite. Com isso, há interrupções para tratar e gastos imprevistos ao longo do tempo.

Compromisso

O compromisso com o tratamento requer que o cliente realmente cumpra com as regras de higienização bucal. Dessa forma, evita atrasos com tratamentos que aparecem durante o processo. Além de conservar a arcada, requer cuidados com o alinhador também.


Para isso, é importante criar o hábito de higienizar o aparelho ao removê-lo durante as refeições. Após limpar e secar, guardar no estojo apropriado. Ou seja, nada de enrolar no pano, guardanapo ou deixar exposto. O ar é repleto de bactérias e eles podem se alojar no aparelho. Ainda que possamos embrulhar no papel, contém a sua saliva.

Nossa boca, por mais que possamos escovar, usar fio dental e fazer bochecho com antisséptico, a arcada apresenta bactérias. Sempre haverá restos alimentares na língua ou em lugares escondidos entre dente e gengiva. Razão essa que os especialistas recomendam uma limpeza periódica.

Visto que, mesmo com uma rotina rigorosa de higienização bucal há restos que produzem bactérias prejudiciais.

Quando há excesso de tártaro ocorre muito sangramento durante a limpeza. Portanto, ao deixar o seu alinhador embrulhado sem higienizar, contribui para acumular bactérias.

Estar ciente disso e se comprometer com o tratamento é importante para decidir entre o alinhador transparente nacional ou importado. Alguns alinhadores são mais frágeis, outros, mais resistentes.

Se o seu tratamento é mais longo, complexo e não há muita disciplina de sua parte, a marca internacional pode ser ideal. Por outro lado, se é uma pessoa disciplinada ou seu tratamento for mais estético, opte pelo alinhador transparente nacional.

Escolha o especialista certo!

Vimos que existem inúmeras variações que influenciam na escolha final de um tratamento. Um alinhador transparente nacional pode ser mais barato por conta do frete e material menos resistente.

Contudo não é uma regra geral, pois há muitas marcas nacionais tão resistentes quanto às internacionais. Além disso, a resistência do material não determina a qualidade do serviço que o especialista oferece.

Para isso, verifique como o especialista apresenta o tratamento. Ele precisa detalhar como funciona e responder todas as suas dúvidas. Alguns profissionais são tão meticulosos que mostram a tela do planejamento. O cliente sai seguro e satisfeito de que pode apostar naquele tratamento.

Quando o profissional demonstra pressa, ou não justifica o valor baixo, ou se incomoda com os questionamentos é importante ficar atento. Um alinhador importado não garante um tratamento sério e eficaz. Tanto que há inúmeras notícias de golpistas sem credenciais que vendem alinhadores em consultórios clandestinos.

Por isso, verifique a credencial do profissional. O dentista precisa ser especializado em ortodontia e não apenas, a formação em odontologia. Após verificar essas credenciais, faça perguntas sobre o material que ele atua e efetue análises dos preços. Valores muito acima ou barato demais sem argumentos pedem alerta.

Isso significa que um ortodontista pode atuar com um alinhador transparente barato, mas o seu serviço ser de ponta. Logo, ele explicará que o material é mais frágil e delicado, mas que o seu tratamento pode ser tão eficiente quanto o uso de material ultra resistente.

O profissional precisa acompanhar, planejar o seu tratamento, verificar possíveis extrações de dentes, prever o nascimento do siso e como a arcada pode se comportar, avaliar a saúde da gengiva etc. Por fim, ele fará questão de frisar a consulta obrigatória para checar o avanço. Além de mostrar durante a consulta, tudo isso para você.

Antes de decidir por um alinhador transparente nacional ou internacional considere as dicas e o especialista. Não existe o melhor e o material não interfere nos resultados, mas sim, o compromisso do cliente e especialista.

Quer saber mais sobre o alinhador transparente nacional ou internacional? Acompanhe nossos artigos atualizados e fique por dentro!


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.